Suposto Lobisomem vem assustando moradores de São Gonçalo dos Campos. Veja o relato de quem jura ter encontrado com o monstro.


Nos quatro cantos do município de São Gonçalo dos Campos, o assunto é um só: o suposto aparecimento de um lobisomem que vem gerando as mais diversas versões e tirando o sono de muita gente.

Para uns, tudo isso não passa de uma brincadeira de mau gosto. Para outros, a coisa é seria, e muito séria.

Há cerca de vinte dias, diversos relatos da aparição do monstro são conhecidos e espalhados pela população desse município. Na zona urbana, a criatura teria sido vista nos Bairros do Estádio, José Sarney, e principalmente no Murilo Leite. Na zona rural, Magalhães e Tapera.

Lenda ou realidade? Será mesmo um Lobisomem? Quem afirma já ter encontrado com o monstro jura nunca mais querer passar pela experiência novamente. Quem nunca viu e afirma duvidar da veracidade das histórias, não demonstra o mínimo interesse (coragem) em cruzar com o bichano nas noites sangonçalenses, para somente assim, mudar de opinião.

A reportagem do São Gonçalo Alerta, de forma exclusiva, esteve conversando com uma pessoa que jura ter se deparado cara a cara com o monstro que ele define como um lobisomem. Não divulgaremos o nome de registro dessa pessoa, apenas o apresentaremos pelo apelido verdadeiro de “Pingo”. Acompanhe o drama que esse rapaz viveu:

Ele contou que tudo aconteceu a cerca de doze dias. Como sempre, ele saiu de casa às 03:00h da madrugada, com destino ao ponto de espera do transporte para chegar ao trabalho. Pingo é morador do Bairro da Pitubinha, divisa com o Bairro Murilo Leite. Por razão do horário, dificilmente ele se depara com mais alguém durante o trajeto que precisava percorrer. Seguia tranquilamente sem ter ideia do que estava por vim. Faltando cerca de 50 metros para chegar ao ponto de espera, ele lembra que foi surpreendido com o surgimento, em sua frente, de um mostro de cor negra, aparentando mais de um metro e meio de altura, que pulou sobre um pilar localizado nas imediações do começo das pistas asfálticas, de entrada e saída São Gonçalo/ Feira. Pingo contou que o “lobisomem” se contorcia sem parar. Sem acreditar no que estava vendo, ele retornou correndo com bastante velocidade onde pediu socorro desesperadamente aos seus familiares enquanto batia com muita força no portão de sua residência. Ao ouvir os apelos de ajuda, a sua sogra o socorreu abrindo o portão. Ele ainda afirma que logo ao entrar conseguiu avistar o bicho o observando já na esquina, a poucos metros da sua residência.

Pingo não permitiu que gravássemos a sua voz e que mostrássemos a sua imagem nessa matéria.

Ele evita falar do drama que viveu, e afirma não desejar isso pra ninguém.

Após esse episodio, ele passou a sair de casa às 04:00h da madrugada, por coincidir ser o horário do turno de outros colegas.

Por Erivaldo Oliveira, São Gonçalo Alerta


O "lobisomem" estava sobre esse pilar, segundo afirmações de Pingo. A esquerda Bairro Pitubinha, a direita Bairro Murilo Leite.
Adicionar legenda

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Início